Patrulha do Pensamento

Por Rosangela Brunet

Benditos os que conseguem se deixar em paz. Os que não se cobram por não terem cumprido suas resoluções, que não se culpam por terem falhado, não se torturam por terem sido contraditórios, não se punem por não terem sido perfeitos. Apenas fazem o melhor que podem. Se é para ser mestre em alguma coisa, então que sejamos mestres em nos libertar da patrulha do pensamento. De querer se adequar à sociedade e ao mesmo tempo ser livre...''Martha Medeiros
Esta "patrulha" é um gerador de ansiedade, de angústia , de medo e de estresse. Ela pode promover a paralisação do indivíduo diante da vida, caso ele não saiba lidar com esta pressão.Para entender melhor este fenômeno é necessário entender a origem disso. A nossa Psique é formada por 3 Instâncias Psíquicas. Id, Ego, e Superego.
O Superego ele representa essa patrulha, essa moralidade, as leis, as regras e os limites de uma sociedade, cultura ou família. Sigmund Freud dizia que ele era o "defensor da luta em busca da perfeição " (Freud, 1933, p. 67).
Esta instância psíquica vive em conflito com o id e para isso o ego entra como mediador para tentar adiar , e canalizar esta satisfação do id para objetos mais aceitáveis e adequados ao social. 
O Id é uma instância psíquica inconsciente .É ali que a energia psíquica fica guardada , as pulsões de vida e de morte se instalam nesta instância . Ele se movimenta , se dirige e é regido pelo princípio do prazer,ou seja, seu objetivo é o que da prazer ao indivíduo . Obviamente que este processo precisa ser mediado e, é nesse fio da meada que a saúde mental se estabelece. O Ego tem esse objetivo,pois ele age como um sistema regulador buscando no meio o equilíbrio entre essas demandas do id, e as demandas sociais . É essa instância que vai decidir a quem "escutar" , e é o Ego que vai definir a que demanda ele cede.: Id ou Superego


Claro que este processo é mais dinâmico e mais complexo,pois ele acontece no consciente e inconsciente , e é por isso, que nem sempre é possível compreender e interferir no sentido de se tornar um indivíduo saudável e satisfeito .
Foi isso que a Martha Medeiros quis dizer.A patrulha do pensamento pode estar inibindo o indivíduo em demasia á ponto dele não conseguir viver de forma espontânea, feliz e saudável. Isso não é bom. Um sintoma neurótico pode se instalar nesse momento. É necessário saber entender este processo para aprender a lidar com cada desejo, angústia, ansiedade, fantasias, que nos aparece e nos aponta para uma necessidade ou desejo inconsciente. Algumas vezes isso só poderá ser compreendido em terapia.
Uma outra questão importante é saber compreender a importância de uma sociedade nessa formação da consciência,ou seja, na construção desse processo. Considerando que o Superego representa os limites sociais e culturais até que ponto pode-se satisfazer, ser saudável mentalmente , uma vez que este indivíduo se encontra inserido nesta sociedade que , de certa forma, o limitou.
Isso gera uma grande discussão,e por isso, é o nosso grande desafio. Para refletir sobre isto gosto de citar uma frase da Ângela Maria Rodrigues de Oliveira P.Gurgel "O homem contemporâneo é um homem chamado a refletir. É o homem falando de si mesmo. Somos sujeitos e objetos ao mesmo tempo.”somos objeto que escreve e se descreve e tenta compreender o além de si imerso nos próprios conceitos”
Esse é um dos maiores desafios de nossa época. Fica aqui minha reflexão

Comentários