sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Edward Honaker

ESSAS FOTOS MOSTRAM O SENTIMENTO DE QUEM SOFRE DE DEPRESSÃO



Para Edward Honaker, um fotógrafo de 21 anos, sofrer de depressão e ansiedade é como ter uma guerra dentro de seu cérebro.
“O que eu percebi é que eu passei a ser ruim em coisas em que eu costumava ser bom, e eu não sabia por quê,” disse ele, “Sua mente é quem você é, e quando ela não funciona corretamente, é assustador.”
Só depois de seu diagnóstico, há dois anos que Honaker começou a entender o que estava acontecendo em sua mente. Foi quando ele pegou sua câmera para transformar suas emoções em algo tangível. O resultado é uma série de auto-retratos que capturam sua experiência pessoal com a depressão.
“É meio difícil sentir qualquer tipo de emoção quando você está deprimido, e eu acho que a boa arte pode definitivamente mover as pessoas”, disse ele.
Honaker espera que seu projeto inspire outros a não só ter uma conversa sobre a doença mental, mas conscientizar as pessoas a serem mais tolerantes com aqueles que lutam contra ela.
“Quando eu estava fazendo meu portfólio, eu me perguntava se eu era o tipo de pessoa a quem os outros se sentiriam confortáveis ​​para conversar se estivessem passando por um momento difícil” explicou. “Sinceramente, no momento, eu não acho que eu era. Eu ainda tenho um bom caminho a percorrer, mas toda a experiência me fez muito mais paciente e compreensivo para com os outros.”


A proposta de Honaker é bem importante para levantar a discussão, principalmente porque o sexo masculino é bem menos propenso a conversar sobre e buscar ajuda.
“Eu acho que uma maneira muito útil para acabar com o estigma em torno da doença mental é estar lá para ajudar outras pessoas que possam sofrer disso”, frisou. “Você nunca sabe o que os outros estão passando, por isso tudo que você realmente pode fazer é ser gentil e não condenador.”
Dê uma olhada na série de retratos do fotógrafo, eles são um poderoso lembrete de que, embora a experiência de cada indivíduo com depressão é pessoal, os sentimentos podem ser universal.







Fonte : http://addictable.com.br/2015/09/16/ensaio-depressao/

Nenhum comentário:

Postar um comentário