Edvard Munch

Por Rosangela Brunet

Edvard Munch (1863-1944). Pintor norueguês. Expressionista. Suas cores quentes, seus traços tortuosos e suas ondulações expressam as dores da alma, do corpo, da vida-quase-morte. Um grito que produz ondas e diz imperfeições, sensações que destoam, desequilibram. Munch, o personagem central, expressando o próprio desespero. O real permanece íntegro, reto, concreto.
(Leonardo Macedo)
Munch_Self-portrait in Front of the House Wall_1926
"Célebre pintor norueguês, Munch sofria de depressão e agorafobia, que é o medo de ficar em espaços abertos e com muitas pessoas. Munch também teve colapsos nervosos e sofria de alucinações. Supostamente, esses delírios teriam inspirado o pintor a produzir sua obra prima: “O Grito”, em 1893". [1]
Melancholy by Edvard Munch. melancolic

              Eye in Eye, 1894 Edvard Munch
At the Coffee Table, 1883 Edvard Munch
The Lonely Ones Edvard Munch 


A paisagem desavisada contemplando os dias mais lindos  distraiu seu olhar fingindo ser lua. Me perdi nesse aroma de estrela que se desfez em jasmim pra tentar disfarçar o embaraço dentro de mim. Lampejava sonho naquele pulsar ,desvanecia orvalhos encharcados de saudades coloridas, mascarada de nuvens dissipadas.E então, ao ler os jornais, desprezava as machetes.Pois não estávamos lá. As notícias se esbarravam nas bancas pra ouvir nossa história , decifrada em enigmas desvendados por corações acordados na madrugada





















[1]Veja mais em: http://www.equilibrioemvida.com/2015/08/9-genios-depressivos/#ixzz3l61BtzlF

Comentários