segunda-feira, 7 de julho de 2014

Vincent Van Gogh (1853 – 1890)

Por Rosangela Brunet
Este artigo é uma homenagem a Vincent Van Gogh. Abaixo segue alguns mini textos que escrevi   
."Procura compreender o que dizem os artistas nas suas obras-primas, os mestres sérios.Aí está Deus..... Quando sinto uma terrível necessidade de religião, saio à noite para pintar as estrelas."Vincent Van Gogh
Art of the Day Vincent van Gogh (1853-1890)
Self-portrait with glass January 1887 Van Gogh Museum Amsterdam

Van Gogh, Self-Portrait, Spring 1887.
Oil on paper, 32 x 23 cm. Kröller-Müller Museum, Otterlo.

Fiz este texto acima inspirada na obra de Vincent Van Gogh ("The Starry Night").

Os Mares Que nos Atravessam
"Os mares que me atravessam chegam cheios de paz , navegando calmaria trazendo milagres nas águas que me amanhecem. Eles deslizam delicadamente meu coração brilhando estrelas marinhas. Mas eu prefiro os mares atormentados pelas tempestades.Nesse eu navego mergulhando oceanos profundos.Largo a resistência e recuso qualquer submissão.É a hora de ser livre da razão.Força motriz seduzindo a criação.E,nesse instante , as trovoadas encharcando minhas veias molhadas, cheias de sonhos esquecidos, abre-se um caminho na estrada que deixei para trás .
Sigo sem sentido brilhando estrelas que colam minha pele cheias de esperanças que eu evitava viver. E, perseguida de surpresas anoitecidas, meus horizontes vão raiando de amanhecer. E nessa estranha tempestade, rasgando minha natureza distorcida , o anoitecer que eu esperava adormece naquelas ondas; espumando beleza, errando as saídas , fugindo de mim pelas portas de emergências, pulsando as forças mais belas que me brotam eternas.E,nessa presença os raios se derretem brilhantes, e nessa sombra que aparece se torna mais claro ainda que as marés me permanecem..Ali não anseio por certezas , pois se escapei de um céu escuro, atormentado de chãos anoitecidos, pra que evitar a dúvida ? Porque desejar o seguro? Sei que sempre no meio das tormentas
Van Gogh Self Portrait Spring 1887. The Art Institute of Chicago.
as esperança deslizam destinos, paralisa o infinito , desvenda o inesperado, alinhava o inevitável, rasga o imediato e realiza os sonhos mais esquecidos .É como um cena  silenciosa esperando o fim do ato; levando embora a agonia que apontava para rotas perdidas, resolvendo interrogações mal respondidas , olhando os vazios, nominando as vozes caladas, movendo as energias perdidas e resgatando os futuros que se distanciaram de mim.Como construções anunciam as ausências sugestionando que terminou mais uma estação que eu insistia em preservar.Abrem-se pontos sem explicações , buscas vulgares se transformam em conforto .E, nesses curso das águas, ali eu assisto calada os fragmentando dos revezes invisíveis que a noite escura me deixou.E , meus pés,que antes devagar desistiram e vagavam misturados pelas rotina das calmarias, agora escreve ali uma nova história jamais ouvida." 
Há 160 anos nascia Vincent Van Gogh 
(pintor pós-impressionista neerlandês). Vincent Van Gogh não se enquadra em nenhuma escola de pintura, embora sua extraordinária percepção das cores possa ter se originado das teorias impressionistas. Foi depois de se juntar ao irmão Théo, em Paris, e conhecer os "Impressionistas" que van Gogh começou a abandonar os tons escuros que até então usara, preferindo as cores puras primárias e secundárias, e adotar as pinceladas irregulares que davam uma sensação de luminosidade e leveza aos quadros impressionistas. Começou também a pintar a ar livre, hábito que conservou até morrer. A técnica de pinceladas firmes e carregadas que criou para seu próprio uso, aplicadas sem hesitação, permitiu-lhe pintar rapidamente e
Van Gogh Self Portrai t Spring Summer 1887.
Oil on cardboard Van Gogh Museum, Amsterdam.
produzir um vasto número de obras nos últimos dois anos e meio de sua vida. Vincent William Van Gogh nasceu em Groot-Zundert, uma cidadezinha em Brabante, no dia 30 de março de 1853. O pai era pastor protestante e van Gogh herdou dele o forte sentimento religioso pela vida e pela natureza que caracterizou o seu trabalho. Ele e o irmão mais novo, Théo, eram muito amigos e este não só incentivou o seu desejo de ser pintor como, na verdade, sustentou-o financeiramente nos últimos anos de sua vida. 
"Existe na pintura algo de infinito - não posso lhe explicar mais que isso -, mas é uma coisa admirável para exprimir uma atmosfera. Existem nas cores coisas escondidas de harmonia e de contraste que colaboram por si próprias, e das quais não poderíamos tirar proveito sem isto."
- Vicent Van Gogh em Carta ao seu irmão Théo (Haia, jan. de 1882)
A Imaginação e a fantasia são fundamentais no processo do pensamento e para a criatividade.
Você é o artista da sua vida. Os pincéis já estão em tuas mãos. Pinte sua história.Cada movimento cria uma nova cor.O corpo é um canto em desequilíbrio em busca de novas sinfonias. O futuro pode ser tua grande obra de arte. A vida vai te expor em galerias .


Obra de Vincent Van Gogh, Starry Night Over The Rhone, 1889, Paris 
" ... embora o mundo do consciente não possa ser diretamente captado pela consciência, as imagens trazidas pelos símbolos , estas sim perceptíveis aos sentidos, descrevem, cada uma à sua maneira, porções daquele universo transcendente, oculto, subjacente. " Bruno Amabile Bracco ,In Direito Penal e o Processo de Individuação
Esta obra abaixo foi pintada quando Vam Gogh  estava internado num hospital psiquiátrico.A noite o encantava  e era inspiração para ele. Naquele ano ele escreveu a seu irmão Theo dizendo: " Muitas vezes me parece que a noite é muito mais viva e ricamente colorida do que o dia .... pintar as cenas noturnas e os efeitos das luzes da noite me interessam muito.
Ela é cheia de emoções, ousadia, coragem , dores e sofrimentos transformados em beleza .Prova de que toda tormenta , tempestade e ventania tem poder de criação .Van Gogh e seus girassóis brilhantes ardiam os campos de trigo e seus céus amarelos destilavam sentimentos que somente ele viveu, e encantaram o mundo com sua criação.Obcecado pela luz. ele um dia escreveu a Émile Bernard , em 1888 : " Oh! Que sol pleno e lindo de verão esta aqui
O fato é que seja a luz do dia ou da noite , Van Gogh deixou um legado precioso emocionando o mundo inteiro em meio a um vendaval.Suas obras sempre me passaram essa sensação de movimento e tormenta cheios de luzes e belezas profundas que ele revirava de dentro de sua alma.Ele pintava com suas rajadas audaciosas , loucamente apaixonado ,frenético desencadeando vibrações impossíveis de se nomear .Apesar de toda a sua angústia e depressão ele tinha uma lucidez espantosa a respeito do que ele estava fazendo . 
Apesar de alguns mitos a respeito de suas obras , ele não era um "chromomaniac' áspero impulsionado por seus instintos.Na verdade, os crepúsculos e cenas noturnas que acompanhavam esse artista eram na verdade construções elaboradas evocadas de seu vasto conhecimento literário. Um dia ele mesmo escreveu a sua irmã em 1888, dizendo que ele estava pintando a sua primeira tela "Noite Estrelada". inspirado pelas
Landscape with a House and Farmer
October 1889
Vincent van Gogh

imagens dos poemas de Walt Whitman que estava lendo naquela época.
Vincent Van Gogh disse a sua irmã que " Ele via ... sob a grande abóbada estrelada do céu um algo que, afinal, só se pode chamar de Deus e de eternidade em algum lugar acima da mundo ".
Depois acrescentou "Procura compreender o que dizem os artistas nas suas obras-primas, os mestres sérios.Aí está Deus..... Quando sinto uma terrível necessidade de religião, saio à noite para pintar as estrelas."
Ele colocou em sua pintura densas cores que pesavam sua alma, e literalmente escorria em sua tela.Ele era um gênio rebelde para os professores da época.Mas sozinho em seu estúdio ou no campo, exercia a disciplina que nascia do desejo de expressar toda o seu universo interior cheio de vivências e riquezas composta dos elementos fundamentais para se compor uma obra de arte inexplicável. Ele transitava entre a técnica clássica ao rigor meticuloso..Ele confessava que desejava pintar com tal " força expressiva " , de forma que as pessoas pensassem que ele não tinha nenhuma técnica.No entanto, ele era um gênio. 
O amor é eterno ... através do amor vemos as coisas com mais tranquilidade, e somente com essa tranquilidade um trabalho pode ser bem sucedido


Van Gogh : Girassois

"Acordo todos os dias pelo mesmo motivo dos Girassóis" 
Wendel Valadares


"Fica decretado que, a partir deste instante, haverá girassóis em todas as janelas, que os girassóis terão direito a abrir-se dentro da sombra; e que as janelas devem permanecer, o dia inteiro, abertas para o verde onde cresce a esperança.Haverá girassóis em todas as janelas." Thiago de Mello.[1]
Van Gogh e seus girassóis brilhantes ardiam os campos de trigo e seus céus amarelos destilavam sentimentos que somente ele viveu e encantaram o mundo com sua criação. Obcecado pela luz ele um dia escreveu a Émile Bernard , em 1888 : " Oh! Que sol pleno e lindo de verão esta aqui" 
"O girassol é um símbolo de travessia e libertação. Para os girassóis sobreviverem eles precisam ter sua corola voltada para o Sol do nascente ao poente. Uma das simbologias do Sol é a luz ,a sabedoria, a riqueza espiritual e a justiça que tanto necessitamos.
Mas há outras simbologias para o sol. No entanto, independente da crença todos desejamos o sol ,seja pela Luz,seja pela Justiça,seja pela sabedoria ou pela riqueza espiritual.O fato é que sem sol nada cresce. Tudo murcha.
Os girassóis só crescem em direção ao Sol .Mas há girassóis que necessitam de Justiça , outros carecem mais de Luz. Outros anseiam pela liberdade atravessando desertos intermináveis.São os fartos de sol semabrigo e sem água para repousarem. Não há equilíbrio nesses girassóis. Eles morrem.
Art of the Day: Van Gogh, Sunflowers, Autumn 1888. Oil on canvas, 92 x 73 cm. Neue Pinakothek, Munich.
In a letter to his sister Wil, dated February 1890, Van Gogh explained: "My paintings are a cry of anguish while symbolizing gratitude in the rustic sunflower."

Pra mim, o princípio fundamental da fertilidade e florescimento é o vazio. Girassóis e vazio parecem não ter relação alguma? Mas tem. Se não houver o vazio não haverá lugar para a semente chegar, não haverá lugar para o sol entrar. O que é farto não cabe mais nada.Muitos evitam enfrentar o vazio.Por isso inventam conceitos e leis pessoais que os aprisionam.Mas a angústia derivada desse enfrentamento é que no tornam pessoas criativas e saudáveis. A saúde vem não somente da vivência da alegria,mas doenfrentamento da dor, da solidão e dos "nadas " que nos habitam.Tem um trecho de Fernando Pessoa que diz :"Quem quer passar além do Bojador tem que passar além da dor. Deus deu ao mar o perigo e o abismo , mas nele (também) é que espelhou o céu."
Então não haverá céus de Fernando Pessoa e bem girassóis de Van Gogh se a terra não estiver pronta para florescer ,não haverá crescimento se não houver espaço para crescer.O vazio é o princípio do saber."No princípio a terra era sem forma e vazia.". Foi preciso o vazio para a criação . Ainda que o vazio , por um breve tempo, tenha tido um nome ,um endereço ou uma história ele continua nos movendo criando outras rotas para nos fazer crescer e florescer.Mas o fruto depende do sol .Ainda que o vazio tenha sido o mar e, o rio que correu largo além de nossa imaginação.Ele fica.E pode se transformar em sua obra de arte. Porque o Sol para mim também é criação. Girassóis amarelos de alegria e espiritualidade trazendo eternidade.
Por isso, desejo que em 2014 os jardins se transformem em girassóis nos tornando abrigo e recebendo toda justiça e espiritualidade que necessitamos.Que possamos aprender a acordar para enxergar as belezas que se escondem mesmo nas noites que antecedem nosso amanhecer esperado. 
Todo mundo tem um campo de girassóis dentro de si. Desejo que a gente aprenda a acordar para ver os girassóis sobre a terra .Ainda que não saibamos como fazê-lo.Persigamos o Sol. Que nossos vazios se transformem em campos de flores. Um lugar para gerar Girassóis e, ai ,quando puderem , usem suas dores também para alimentar os aflitos de luz e de pão

E Lá vou Eu Com Meus Lindos Girassóis

Vou   permeando meus afetos, ladeando minhas dores , varrendo minhas fugas.Assim continuarei neste novo ano.Trabalhando meu mundo e minhas paixões. Obcecada pela captura do momento e minha arte se transformando em mo(vi)mento. E,claro, no meus "nadas" a palavra sempre escondida em mistérios será sempre o intraduzível me esperando.
Mas quando chega a poesia ,será sempre o meu alívio me deixando tocar o (in)considerável, o (in) conduzível e o (in)pronunciável.
Porque minha arte é a repressão civilizada, uma civil (ação) sublimada, uma artista que foi salva do "mal estar " que escapou pela expressão do que ninguém havia dito, porque não pôde, porque não soube, porque não coube nomear"   ღ Rosangela Brunet

Outras Obras 






























"Um dos maiores gênios do movimento pós-impressionista, Van Gogh teve uma vida miserável. A depressão, a bipolaridade, as alucinações e a epilepsia levaram o pintor holandês a cometer suicídio dois anos após cortar um pedaço da própria orelha direita. Especialistas acreditam que ele também sofria de xantopsia, por isso via os objetos mais amarelados e intensificava essa cor em seus quadros. Van Gogh também era viciado em absinto, a bebida mais famosa entre os boêmios franceses da época." 


































Vincent van Gogh (1853-1890), Orchards in blossom, view of Arles, April 1889.

Vincent van Gogh (1853-1890), Square Saint-Pierre at sunset, May 1887.
"Kitchen Gardens in Montmartre", c1887.
Vincent Van Gogh. Stedelijk Museum, Amsterdam
Van Gogh, Edge of a Wheatfield with Poppies, Spring 1887.
Oil on canvas on cardboard, 40 x 32.5 cm. Denver Art Museum, Colorado.
Van Gogh, View of Arles, April 1889. Neue Pinakothek, Munich.
Van Gogh, Irises, Spring 1890. Oil on canvas, 71 x 93 cm.The Getty Museum, Los Angeles
.In loving memory of Gregory White Smith (1951-2014)
Van Gogh, Green Wheat Field, 1889


Quarto em Arles

Quarto em Arles é uma série de três quadros do impressionista holandês Vincent van Gogh

Obra de Van Gogh





There is a good chance that Vincent van Gogh became such a great artist, because of the creative influence of his mother Anna. You can read more about Anna and the relationship she had with her son viahttp://www.leiden.nu/opinie/waarom-van-goghs-moeder-naar-leiden-moet (in Dutch), written by one of our fans: Auke-Florian.

Vincent van Gogh (1853-1890), Portrait of Artist's Mother, October 1888. Oil on canvas. Norton Simon Museum (Norton Simon Art Foundati
on).

Elenco de Van Gogh - Vida e Obra de um Gênio
https://www.youtube.com/watch?v=xaGCxOLoqpk
O amor é eterno ... através do amor vemos as coisas com mais tranquilidade, e somente com essa tranquilidade um trabalho pode ser bem sucedido.Procura compreender o que dizem os artistas nas suas obras-primas, os mestres sérios.Aí está Deus..... Quando sinto uma terrível necessidade de religião, saio à noite para pintar as estrelas."Vincent Van Gogh


;http://totallyhistory.com/vincent-willem-van-gogh/


Fonte de Informação :
http://www.smithsonianmag.com/arts-culture/Night-Visions.html
http://obviousmag.org/sphere/2012/11/paletas-de-pintores-famosos.html
http://totallyhistory.com/vincent-willem-van-gogh/
http://youtu.be/Li5oNy4MP9E
Catraca Livre: http://catracalivre.com.br/geral/dica-digital/indicacao/da-vinci-a-van-gogh-imprima-25-mil-obras-de-arte-em-alta-resolucao-e-decore-seu-quarto/
[1]Fonte : http://www.mnn.com/  Traduzido por  Vida em Equilíbrio http://www.equilibrioemvida.com/2015/08/9-genios-depressivos/#ixzz3l61l47dp

Nenhum comentário:

Postar um comentário